Postado em 23 de Novembro às 15h13

Emocionados vereadores de Primavera parabenizam projeto

Eventos (167)Institucional (175)Apresentações (164)Visitas (159)
Orquestra Nova Mutum - MT Legisladores do município de Primavera do Leste, conheceram a Escola de Música, na manhã de hoje (23). Os vereadores, Juarez Faria, Ivanir Viana e Carmem Betti e o assessor, Rafael Sachs, foram...

Legisladores do município de Primavera do Leste, conheceram a Escola de Música, na manhã de hoje (23). Os vereadores, Juarez Faria, Ivanir Viana e Carmem Betti e o assessor, Rafael Sachs, foram recepcionados com muita alegria por alunos e colaboradores do projeto.

Curiosos para saber como o trabalho social é desenvolvido, os parlamentares fizeram um tour pela escola e conheceram um pouco da história, da parte administrativa e também pedagógica. “Um projeto que alegra pela sua história, que contou com o envolvimento da comunidade e hoje desenvolve um importante trabalho de inclusão social que beneficia a todos”, expressou a vereadora, Carmem Betti.

E foram muitos os elogios deixados pelas autoridades. “Quando se faz com amor, só podia dar certo. Parabéns pelo lindo trabalho de vocês”, disse que com grande emoção o vereador, Juarez Faria. “Ficamos felizes e emocionados em conhecer tão belíssimo trabalho”, completou a vereadora, Ivanir.

A visita foi organizada pelo Vereador Municipal de Nova Mutum, José da Paixão (PSC), que falou para os colegas sobre o trabalho desenvolvido pelo projeto na cidade, despertando a curiosidade nos visitantes. “Falei para eles que não podiam ir embora, sem antes conhecer a Orquestra de Nova Mutum. E tinha certeza que se emocionariam”, disse o parlamentar.

A diretora da Associação, Graciele Uggeri, agradeceu a visita e aproveitou a oportunidade para convidar as autoridades municipais a assistirem ao concerto de encerramento da temporada. “Seria maravilhoso se pudessem estar aqui no dia da nossa apresentação de fim de ano, tenho certeza que se emocionariam ainda mais”, destacou a diretora.

A admiração foi tanta, que ao final da visita, os vereadores manifestaram o desejo de levar a Orquestra Jovem de Nova Mutum, para uma apresentação nas festividades de aniversário de Primavera do Leste. “Vamos organizar para que tudo dê certo, e ano que vem vocês possam se apresentar em nossa cidade”, expôs Carmem.

Poliana Chaves
ASCOM – Escola de Música OJNM


Postado em 22 de Novembro às 11h35

Um sonho de infância: Quarteto de Cordas da OJNM participa de lançamento de decoração natalina

Eventos (167)Institucional (175)Apresentações (164)Visitas (159)
Orquestra Nova Mutum - MT Em uma noite cheia de surpresas e em ritmo natalino, um quarteto especial de cordas da Orquestra Jovem de Nova Mutum (OJNM), influenciou ainda mais o clima de natal na inauguração da...

Em uma noite cheia de surpresas e em ritmo natalino, um quarteto especial de cordas da Orquestra Jovem de Nova Mutum (OJNM), influenciou ainda mais o clima de natal na inauguração da decoração “Um sonho de Infância”, organizado e lançado pela Wizard Nova Mutum, apoiadora do projeto.

Um ambiente totalmente decorado, uma verdadeira vitrine interativa com um cenário lúdico que levou o público a nostalgia da infância, misturado ao repertório erudito e natalino apresentado pelo quarteto, deixou o evento ainda mais agradável.

A decoração, de encher os olhos, é mais um ponto atrativo de visitação para a população mutuense e ficará aberta para visitações, todas as sextas-feiras das 18h às 20h, entrada franca.

Amanhã, sexta-feira (23), os alunos da turma de musicalização da Escola de Música, vão fazer um tour pela decoração e depois, farão uma sessão de cinema na Wizard.

Assessoria

  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -
  • Orquestra Nova Mutum - MT -

Postado em 22 de Novembro às 11h23

Animadora e produtora cultural, Magna Domingos morre em Cuiabá após cirurgia

Eventos (167)Institucional (175)Apresentações (164)Visitas (159)
Orquestra Nova Mutum - MT Uma das personalidades mais representativas da cultura de Mato Grosso, a produtora cultural Magna Domingos faleceu nesta noite, na UTI da Santa Casa de Cuiabá. Segundo relato de amigos, ela havia passado por um...

Uma das personalidades mais representativas da cultura de Mato Grosso, a produtora cultural Magna Domingos faleceu nesta noite, na UTI da Santa Casa de Cuiabá. Segundo relato de amigos, ela havia passado por um procedimento de cirurgia bariátrica, mas teria sido vítima de complicações em decorrência de uma hemorragia.

A notícia do falecimento da produtora, casada com o artista plástico Gervane de Paula, e mãe do pequeno Georges e do jovem Yori, já repercute entre a classe artística e é grande o pesar.

Atualmente, a profissional ativa e multifuncional gerenciava o espaço cultural Boca das Artes – que funcionava no bairro Araés – e ainda, atuava como coordenadora de Cultura no Sesi-MT.

Paralelamente, aguardava a concretização de um contrato com a Secretaria de Estado de Cultura. Sua associação havia sido contemplada em edital e ela aguardava o repasse para viabilizar a retomada das atividades do Museu de Arte de Mato Grosso, justamente em um local simbólico, o Palácio da Instrução, em que outrora funcionou sob sua gestão, como Pavilhão das Artes.

Devido às complicações ela teria sido levada para a UTI, mas depois de duas paradas cardíacas – que agravaram seu estado de saúde – ela não teria suportado.

Segundo anúncio da família, o velório será na Sala Lírios da Capela Jardins, a partir das 4h. (atualizado às 23h24)

Ativa e multifuncional

Gestora cultural, formada em Comunicação Social/ Jornalismo pelo IVE era também pós-graduada em Planejamento e Gestão Cultural pela UNIC. Atuava na área cultural desde 1994, como produtora e gestora cultural. Assinou as quatro edições do Salão Mato-grossense de Fotografia realizado pelo SEBRAE/MT.

Realizou o Prêmio Bolsa de Pesquisa Fotográfica Arne Sucksdorff. Atuou como gerente de Artes Visuais da Secretaria de Estado de Cultura, coordenadora de Ações Artísticas e implantou o Pavilhão das Artes.
Trabalhava com elaboração e execução de projetos culturais, captação de recursos, pesquisa e prospecção de mercado, organização de feiras, turnês, exposições, rodadas de negócios, shows, seminários, cursos, palestras e missões; projetos de integração latino-americano e lusófonia.

Organizou e palestrou no Circuito de Integração, na Bolívia, em 2009. Realizou a Exposição “Paisagens” em Lisboa. Além de atuar de forma mais intensiva nas artes visuais, também foi responsável pela produção executiva da Orquestra do Estado de Mato Grosso entre os anos de 2006 e 2008.

Organizou e publicou o livro Mato Grosso Território de Imagens, em 2008, pela Editora Entrelinhas e foi responsável pela produção executiva do projeto Dalva de Barros 80 anos que originou em uma exposição que circulou por cidades mato-grossenses nos anos de 2015 e 2016.

Atualmente trabalhava como analista de Arte e Cultura do Sesi-MT ao tempo em que realizava consultoria do SEBRAE na aérea de Economia Criativa e Cultura. Também estava à frente do Espaço Boca de Artes e era sócia da empresa Dom Produções.

Fonte: O LIVRE


    Postado em 09 de Novembro às 14h17

    Concerto de Percussão envolve público e comprova eficiência do trabalho pedagógico da Escola de Música

    Eventos (167)Institucional (175)Apresentações (164)Visitas (159)
    Orquestra Nova Mutum - MT Com a casa lotada, o Concerto de Percussão realizado na noite de ontem (8), na Sala Hilda Estrenger Ribeiro, encerrou as apresentações por núcleo da Escola de Música, com um dos...

    Com a casa lotada, o Concerto de Percussão realizado na noite de ontem (8), na Sala Hilda Estrenger Ribeiro, encerrou as apresentações por núcleo da Escola de Música, com um dos concertos mais empolgantes da temporada, marcando a noite com um espetáculo do barulho.

    Os pequenos percussionistas da turma de musicalização deram um show com a batida sincronizada de instrumentos feitos com latas, fabricados por eles mesmos. Obedecendo aos comandos do professor da classe, Eginaldo da Silva, as crianças empolgaram o público com as batidas nas latas, em uma mistura estimulante de música e brincadeira.

    A Classe de Percussão também surpreendeu em sua apresentação. Com a participação do professor da turma, Alex Teixeira, dividindo a marimba (instrumento de madeira análogo ao xilofone) com seus alunos em uma perfeita sincronia apresentaram performances que passavam emoção ao público, tocando o instrumento com movimentos tão sutis que pareciam coreografados.

    O concerto contou com a participação especial do ex-professor da turma de percussão, Marcelo Rocha, que ao lado dos alunos que iniciaram no projeto com ele, entusiasmou o público em um dos momentos mais emocionantes do espetáculo.

    Regendo um grupo especial de percussão, Alex Teixeira encerrou a apresentação com um verdadeiro show.

    O concerto da noite comprovou o ótimo resultado do trabalho pedagógico desenvolvido na Escola de Música, desde o nível iniciante ao avançado.

    Assessoria


    Postado em 06 de Novembro às 12h41

    Sala Hilda Strenger Ribeiro abre as portas para Concerto de Percussão

    Eventos (167)Institucional (175)Apresentações (164)Visitas (159)
    Orquestra Nova Mutum - MT No ritmo da batucada o próximo concerto da TEMPORADA 2018 da Orquestra Jovem de Nova Mutum (OJNM), vai tomar conta da sala Hilda Strenger Ribeiro, com o espetáculo de percussão trazendo como tema...

    No ritmo da batucada o próximo concerto da TEMPORADA 2018 da Orquestra Jovem de Nova Mutum (OJNM), vai tomar conta da sala Hilda Strenger Ribeiro, com o espetáculo de percussão trazendo como tema principal peças para Xilofone com acompanhamento de piano.

    O Concerto de Percussão da OJNM terá como objetivo demonstrar as possibilidades da performance dos instrumentos de teclas na percussão, cuja classe de musicalização, formada por alunos com idade entre 8 e 9 anos, demonstrará peças percussivas sobre o viés do modelo de ensino de Carl Orff.

    Já a classe de percussão, com alunos a partir de 10 anos de idade, realizará a interpretação e a performance das obras para xilofone do compositor e percussionista, Nebojsa Zivkovìc, no qual escreveu um livro didático que reúne 16 estudos para o instrumento com acompanhamento do piano. O recital também contempla as obras dos percussionistas Emmanuel Séjourné e Vic Firth.

    O Concerto de Percussão será nesta quinta-feira (8), às 19h30, na Sala Hilda Strenger Ribeiro, na sede da Escola de Música, a entrada é FRANCA, mas os ingressos são limitados e podem ser retirados no administrativo da escola.

    Apesar da entrada ser gratuita, a pessoas podem colaborar com a campanha solidária, em prol ao Movimento Banco de Leite, doando leite na retirada do ingresso.

    O que é Xilofone

    O Xilofone propriamente dito é um instrumento musical definido como de percussão, de altura definida ou de som determinado, tendo como precursor o balafon, originário de África. A diferença está no reduzido número de teclas e na solução de cabaças para os ressonadores. Isto exige um formato curvo e amarrações em couro e cordas, por outro lado, existe uma semelhança entre xilofone e a marimba, no qual, possui um número maior de teclas de madeira mais largas, numa área mais grave. Alguns músicos de Jazz têm demonstrado interesse por este instrumento musical africano, tendo sido introduzido em seus trabalhos vanguardistas.

    Assessoria