Postado em 19 de Janeiro às

“A OSJNM foi 100% para minha aprovação na UFMT”, afirma clarinetista

Orquestra Nova Mutum - MT Novo Conteúdo 01 (04/06/2013) Em 2010, quando ingressou na Orquestra Sinfônica Jovem de Nova Mutum (OSJNM), Lidiane Alves mal conhecia uma clarineta de perto. Apenas três anos se passaram e a jovem de 17 anos...

(04/06/2013) Em 2010, quando ingressou na Orquestra Sinfônica Jovem de Nova Mutum (OSJNM), Lidiane Alves mal conhecia uma clarineta de perto. Apenas três anos se passaram e a jovem de 17 anos se tornou acadêmica de Música na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), de onde sairá com o título de bacharel em clarineta. Ela foi aprovada no processo seletivo da instituição pública juntamente com outros dois candidatos clarinetistas. Passou por prova teórica e prática, no mês de abril, além do obrigatório Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Lidiane frequenta as aulas de música no campus da UFMT em Cuiabá desde o dia 27 de maio. Clarinetista titular da OSJNM, atuava como professora na instituição mutuense desde o início do ano. Sua turma de clarineta foi assumida pelo colega Eleílson Almeida, que também é oboísta na Orquestra.

Filha de José Rodrigues Dias e Adriana Alves de Freitas, Lidiane nasceu em Batayporã/MS e vive com a família em Nova Mutum há 15 anos. Antes de entrar para a OSJNM e “mergulhar” na clarineta, estudou teclado com um professor particular. “Foi o professor de teclado que me apresentou a primeira clarineta, mas ficou só na apresentação. Só mais tarde, na Orquestra, que eu tive a oportunidade de conhecer e aprender. A OSJNM foi 100% da minha preparação pra estar aqui hoje, aprovada nesse curso superior”, testemunha a futura bacharel em música.

O professor de Lidiane nesses três anos de OSJNM, maestro Murilo Alves Pereira, responsável pela classe das madeiras na qual está inserida a clarineta, comemorou com entusiasmo a conquista da jovem aluna. “Bravo! Pela dedicação e seriedade que ela sempre demonstrou, não poderia ser diferente. É uma grande conquista pra Lidiane e também para o nosso projeto, que está gerando resultados muito interessantes”.

Lidiane iniciou a nova fase da vida com total apoio da família. Seu pai, conhecido por Zequinha, é um dos diretores da Associação Cultural e Social de Nova Mutum, mantenedora da OSJNM. Eleita bienalmente, a diretoria da associação é formada por pais de alunos, apoiadores do projeto e lideranças locais.

Legenda da foto: No II Recital de Alunos e Professores da OSJNM, Lidiane executou o Concerto para Clarineta em Si Bemol Maior nº 3, de Carl Stamitz

_________________________________
Assessoria de imprensa – OSJNM
Folk – Comunicação Integrada
Tiago Franz – Jornalista 3621SC

Veja também

Em noite emocionante OJNM toca ‘Marcha Nupcial’ para mais de 20 casais03/09/18 Testemunhado por cerca de 300 convidados, um grupo especial da Orquestra Jovem de Nova Mutum, participou da realização do sonho de mais de 20 casais, que se uniram em matrimônio, ao som da ‘Marcha Nupcial’, entoado pela orquestra, em uma noite emocionante, no último sábado (01). O evento foi realizado pela Cooperativa Mutuense de Trabalho (COOMUSERV), em parceria......
Nota de Falecimento04/12/17 É com extremo pesar que a Escola de Música Orquestra Jovem de Nova Mutum (OJNM) lamenta a morte do pai dos alunos Natanael Rosa Brives, Samuel Rosa Brives e Ismaes Rosa Brives, o senhor Osiel Brives, neste domingo (03) em decorrência de um......

Voltar para Blog